Em entrevista com o Pré-Candidato Fonsequinha (Hoje, 14 de setembro de 2019).

Filho de Poção, Antônio Portilho Fonseca Filho, conhecido por "Fonsequinha", possui 51 anos de idade, casado, pai de três filhos, Farmacêutico Bioquímico com especialização em Gestão Pública e Professor. Foi Secretário Municipal de saúde por duas vezes, vereador e presidente da Câmara por dois mandatos em Fortaleza dos Nogueiras, gestor da regional de saúde de Barra do Corda, Controlador Geral do Município de Porto Franco e atualmente exerce a função de Diretor Executivo da Federação dos Municípios do Maranhão - FAMEM. 

- Fonsequinha, o Porquê deste rompimento hoje, e a reafirmação de sua pré-candidatura?

R= Nossa candidatura surge de um sonho, e de uma vasta experiência de homem público, na qual quero ter a oportunidade de fazer alguma coisa pelo nosso povo. Este sonho se mantém vivo, e independe de apoio e apadrinhamento de alguém. O apoio principal é o do povo, e este que estamos buscando neste momento. Fazia parte do grupo do Prefeito, que tinha conosco o compromisso de nos apoiar, todavia ele fez preferência por outro candidato, não se sabe as razões e motivos, mas me orgulho de ter sido colocado como pré-candidato, e sei que por razões da minha personalidade independente, como sempre fui ensinado de berço a respeitar, mas não se deixar ser manipulado por ninguém. Portanto, se foi este o motivo de não ter sido honrado o compromisso que tínhamos, fico até orgulhoso, pois este ensinamento trago de casa, dos meus pais. 

- Há dois grupos definidos com pré-candidatos, o do prefeito e o da oposição. Como você pretende vencer as eleições com essa definição atual?

R= Carlos, estamos há pouco mais de um ano das eleições, e muitas coisas vão acontecer até lá. Temos muitas pré-candidaturas definidas, com apoio de lideranças, mas estamos com nosso projeto. O eleitor vai ter tempo para conhecer a história, plataforma e proposta de cada candidato. Portanto é baseado nesses elementos que acredito que chegaremos lá. Não estou aqui para criticar ninguém, mas acredito que ofereço o diferencial, para oferecer o melhor para nossa cidade. Estamos dialogando com lideranças que convergem os mesmos ideais, aqueles que não querem fazer a política baseada somente em dinheiro, mas em propostas, diálogos. Acredito que uma campanha propositiva, voltada para o social, pode ser bem mais benéfica que uma campanha baseada somente em dinheiro. Uma campanha pautada somente em dinheiro, traz prejuízos e danos ao povo, que no final paga a conta e é afetado com tudo isso. 

- Existem hoje, além dos dois pré-candidatos de grupo, há também a pré-candidatura do Vereador Valney, que saiu entre os três primeiros. Há a possibilidade de uma união no futuro?

R= Carlos, o Vereador Valney é um grande amigo, e político respeitado com vasta experiência pública. Ele faz parte de um dos melhores quadros de nossa política, e temos muitas idéias em comum, por pensarmos de forma parecida. Não vejo nenhum problema em lá na frente sentarmos, conversarmos para essa proposição, assim como temos também outros pré-candidatos de bom nome, como o Padre Baltazar, Émerson Macêdo, Jeová, e o amigo Berebô, que muitos subestimam, mas que possuem grande capacidade. Sentaremos com todos, e estaremos dialogando, mas sem acordos espúrios pautados em dinheiro, não levaremos esta conta ao cidadão de Poção de Pedras, vamos nos unir, mas dialogando.

- Fonsequinha, hoje você ocupa o cargo de Diretor Executivo da FAMEM (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão), aonde o Prefeito Cascaria é tesoureiro. Especula-se que no momento do rompimento, você seria exonerado deste emprego. Como você avalia isso?

R= Carlos, a FAMEM é uma federação composta por todos os municípios do Estado do Maranhão, hoje em torno de 212 prefeitos. Todos esses têm direito a voto. E eles escolheram o Presidente Erlanio Xavier, Prefeito de Igarapé Grande, na oportunidade eu fui apresentado para assumir o cargo de Diretor Executivo pelo Prefeito Cascaria, pelo meu irmão Prefeito Nelson Horácio, e pelo Prefeito de Estreito, Cicin aos quais sou grato pela indicação, mas em momento algum, esta foi condicionada ao meu apoio político a candidatura de alguém em Poção de Pedras.

- E se o Prefeito Cascaria condicionar a sua permanência na FAMEM, ao apoio incondicional ao candidato dele, qual será o teu posicionamento?

R= Carlos, eu creio que o Presidente Erlanio Xavier não irá intervir na FAMEM, simplesmente por causa da política de qualquer um dos municípios filiados. Mas se porventura isso vier a acontecer, e a condição for esta, para que eu permaneça na federação, entre a FAMEM e Poção de Pedras, eu opto por Poção de Pedras, pois tenho que optar pela minha cidade, e pelo futuro do nosso povo. Portanto, se for essa a condição, permaneço Pré-Candidato. 

- O Vereador Joaquim Filho afirmou ao blog que não precisava de dinheiro para fazer campanha contra o Prefeito Cascaria, e hoje está no grupo dele. E você, teria alguma proposta que lhe faria mudar de opinião, ou retornar ao grupo, como por exemplo a vaga de vice?

R= Carlos, a minha primeira eleição que concorri em 1996 ao cargo de vereador em Fortaleza dos Nogueiras-MA, formamos um grupo dissidente do prefeito e fomos pra campanha, não tínhamos sequer um carro para andar, enfrentamos um grupo poderoso de alto poder aquisitivo e saímos vitoriosos, elegemos o prefeito e fui eleito vereador com 13% dos votos válidos do município. E depois disso, vinheram outras eleições... A minha história e o meu passado falam por si só, que o Fonsequinha não se vendeu a político nenhum. Não há nenhum político que diga isso, pois sempre fiz política com o pé no chão, e com convicções, não estou Pré-Candidato para ganhar dinheiro, valor, ou um cargo como prêmio de consolação. Portanto, estou Pré-Candidato pelo bem do meu povo, e não aceitarei vaga de Vice-prefeito como consolação. 

- Seus agradecimentos e considerações finais. 

R= Queria aproveitar a oportunidade para agradecer em primeiro lugar a Deus, em segundo lugar à minha família, meus pais, meu irmão Nelson Horácio, minha esposa e meus filhos, e ao povo de Poção de Pedras, meus conterrâneos do coração, que de forma carinhosa têm nos acolhido e caminhado junto conosco. Fui criado em Poção de Pedras, de família humilde, trabalhando desde criança, sempre ajudando meus pais nas tarefas da fazenda e de casa, e se mantendo fiel aos estudos com muita humildade e responsabilidade. E é essa a minha história como Filho de Poção, que me credencia a lutar pela realização deste sonho. Meu forte abraço a todos, que as bençãos de Deus nos acompanhem nesta longa jornada.

Fonte: Blog do Carlos Barroso.

Postar um comentário:

0 comments:

Back To Top