Poção de Pedras: moradores revoltados, comemoram 1 ano de buraco, em uma das principais vias da cidade....

Poção de Pedras: moradores revoltados, comemoram 1 ano de buraco, em uma das principais vias da cidade.
Moradores da cidade de Poção de Pedras, na tarde da ultima sexta-feira (26), revoltados com a situação de um buraco que surgiu em uma Ponte, em uma das principais vias da cidade, rua 13 de maio localizada no centro da cidade. Realizaram um protesto pacifico.
O protesto aconteceu na data exata, que o buraco fazia um ano de existência, e segundo os organizadores do protesto, dona Elza Pinheiro, Jeová e outros moradores da rua. A prefeitura foi notificada algumas vezes sobre o caso, mais não obteve resposta e muito menos êxito para resolver o problema.
Problema esse não só de infraestrutura, mais também de iluminação pública, já que a rua está sem iluminação, e podendo causar acidentes a quem passa no local a noite, por causa de madeiras que a prefeitura botou para sinalizar o buraco.
O protesto foi regado de Fogos, bolo e refrigerantes para a comemoração, e contou com a presença dos moradores, que estão revoltados com a situação que se encontra a Ponte.
O blog entrou em contato com a Prefeitura de Poção de Pedras e recebeu essa nota de esclarecimento.

A nota a seguir.

“Em relação ao “buraco da ponte” na Rua 13 de Maio, a ASSECOM reitera que o Governo Municipal jamais eximiu-se de seu dever com as diversas áreas da administração pública, sendo a infraestrutura um ponto preponderante a se preocupar por efetivá-la e garantir que os poção-pedrenses tenham resguardado, como no caso em comento, sobretudo, o direito constitucional de ir e vir.

É por essa e outras primícias que o Governo Municipal eliminou quase todas as pontes de madeira no perímetro urbano, construindo-as em aço e concreto, como é o caso da ponte que dá acesso ao Bairro Alto Brilhante, e também a ponte da Rua São Sebastião.

Faz jus aqui ressaltar, a bem de estabelecer a coerência, aquém da politicagem fétida e suja que consome os sorrateiros que ora fazem pirraça travestida de reivindicação devido aos seus intentos pessoais, que o cito buraco no caso em questão comprometeu toda a estrutura da ponte, muito antiga por sinal, o que uma simples obra de reforma não seria o suficiente para solucionar o problema, sendo necessário, portanto, um planejamento de engenharia e também o orçamento financeiro para a sua completa reconstrução, por isso a área teve que ser interditada. Todo e qualquer projeto de construção gera impacto financeiro num município de pequeno porte como é o nosso, que sobrevive basicamente de repasses da União.

Por fim, comunicamos que, desde o princípio atento ao caso, a Prefeitura de Poção de Pedras instaurou um processo licitatório na modalidade concorrência a fim de contratar empresa de engenharia especializada para a construção da ponte com recursos do Tesouro Municipal.”


Um comentário: