Polêmica em Pedreiras sobre a casa de Apoio da Prefeitura......

Polêmica em Pedreiras sobre a Casa de Apoio da Prefeitura.



A Casa de Apoio Lorinha Assaiante, localizada em São Luís é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Pedreiras em parceria com Associação Renascer – Amigos da Vida, presidida atualmente pelo Dr. Alexandre Assaiante.
O local foi criado com o intuito de acolher pacientes pedreirenses que precisassem fazer tratamento de saúde na cidade de São Luís.
A Casa, apesar de ter sido aberta ainda no ano de 2017, só foi inaugurada oficialmente em 25 de agosto de 2018.
No entanto, como tudo que é bom dura pouco, o Blog recebeu nos primeiros dias do ano, várias denúncias escritas, áudios e testemunhos de pessoas que estavam sabendo, acompanhavam e precisavam do local para se hospedar durante seus tratamentos, do descaso do Poder Público com o projeto em questão.
As denúncias revelaram que a casa de apoio está abandonada pela atual gestão, os pacientes sofrem com más condições de atendimento e hospedagem, falta de transporte para locomoção, chegando ao blog que o carro que antes levava os pacientes aos hospitais está quebrado há mais de 3 meses. Na verdade, desde agosto a prefeitura cortou o carro e o motorista que servia à Casa.
Notícias  dão conta que quem quer ir ao hospitais precisa desembolsar R$ 50 reais  todos as vezes que precisa, além de ter que comprar parte da comida para as refeições, pois a casa não fornece mais refeições completas. Até água para beber os pacientes estão tendo que comprar.
Em entrevista ao blog o Presidente da Associação Renascer – Amigos da Vida, Alexandre Assaiante, explanou que todas essas falhas são de responsabilidade do gestor, pois a Prefeitura de Pedreiras é que é a responsável pela manutenção da Casa (aluguel, pagamento de profissionais, mantimentos, etc). A Associação funciona apenas como parceira, fornecendo sempre que possível alimentos extras, cobertores, móveis, eletrodomésticos, etc.
Dr. Alexandre Assaiante disse ainda que já levou ao caso ao Conselho Municipal de Saúde do Município que tratará de apurar os fatos e penalizar o gestor caso confirmada as denúncias. Além disso, disse ele,  pediu que o Governo esclarecesse todas as denúncias e tomasse imediatas providências.
Segundo pessoas ligadas à Casa de Apoio, o local passa por essa turbulência em razão do corte de gastos do Governo Honra e Trabalho, o que gera mais revolta na sociedade como um todo, pois ao invés de cortar dos “grandes” prefere prejudicar os menos favorecidos e já debilitados em razão da doença.

Ao saber das denúncias, o presidente da Associação Renascer, Dr. Alexandre Assaiante, divulgou a seguinte nota nos grupos de WhatsApp:

Em relação as denúncias feitas contra a Casa de Apoio Lorinha Assaiante, ainda a pouco no grupo do  Blog do Sandro Wagner pelo Dr. Allan, algumas pessoas vieram me perguntar no privado e eu acho importante esclarecer publicamente alguns pontos:

As denúncias foram no sentido de que a Casa está sem transporte para levar os pacientes aos hospitais, sem comida, sem gás, e que o Prefeito Antônio França está utilizando, ainda que receba diárias para suas viagens, o único quarto com ar condicionado para se hospedar quando de sua idas para capital.

Diante disso os esclarecimentos são:

- A Associação Renascer, presidida por mim, Alexandre Assaiante, é apenas uma grande parceira desse projeto, nós nos mobilizamos e POR LIVRE ESPONTÂNEA VONTADE (NÃO POR OBRIGAÇÃO) fizemos grandes coisas desde a inauguração da Casa, como por exemplo a conquista da mobília quase que integral do imóvel, alimentação que com certa frequência mandamos, toalhas, colchas de camas que sempre estamos enviando peças novas, etc, etc...
- A grande responsável pela manutenção da Casa de Apoio Lorinha Assaiante (aluguel, salário dos servidores, transporte e a própria alimentação em si) ficou a cargo da Prefeitura Municipal de Pedreiras, que inclusive a incluiu em seu plano de governo, assumindo com isso responsabilidade junto toda sociedade pedreirense de mantê-la.
- O fato da casa levar o nome de minha mãe, LORINHA ASSAIANTE, não passa a mim a responsabilidade de geri-la ainda que essa seja a minha vontade. No entanto, assumir essa missão exigiria um esforço hercúleo de minha parte e, infelizmente, eu não tenho condições, principalmente financeiras, de fazer isso (pois o valor que pra mim é muito, para o município de Pedreiras é insignificante)
- Espero profundamente que as denúncias feitas pelo Dr. Allan sejam devidamente esclarecidas pela atual gestão de Pedreiras. Eu não aceitaria em hipótese alguma que o nome honroso de minha Família, de minha mãe, estivesse incluso em tamanha vergonha e servisse para acobertar posturas dúbias e ímprobas do Prefeito Antônio França.
- Em relação a falta de transporte para os pacientes que lá ficam internados, recebi a denúncia de uma das acompanhantes informando sobre isso e de imediato procurei um assessor do Prefeito que até hoje não me deu um retorno sobre o assunto.
- Diante disso já solicitei uma reunião com a Secretária de Saúde e Prefeito para tratarmos e esclarecermos alguns pontos a respeito dos serviços que estão sendo oferecidos pela Casa de Apoio. A reunião está para ser marcada.
- Independentemente disso, todas as denúncias feitas serão imediatamente encaminhadas por mim ao Conselho de Saúde de Pedreiras para as devidas investigações.
Att.
Alexandre Assaiante
Pedreiras-MA, 04 de janeiro de 2019.

O importante é que o caso seja logo resolvido e o povo de Pedreiras volte a ser beneficiado pelos excelentes serviços que antes eram prestados na Casa de Apoio Lorinha Assaiante.

O blog está aberto a para esclarecimentos do Governo sobre o caso.
                                     
                                   




                                      


7 comentários:

  1. Gostaria de perguntar para o blogueiro por que a pessoa que redigiu a matéria (por sinal bem escrita) não assinou ao final? A pergunta, assim feita, é porque, eu, na qualidade de seu leitor, sei a sua forma de escrever. Ou foi um engano da pessoa que lhe enviou a matéria não ter assinado? Nada contra, é apenas uma curiosidade.

    ResponderExcluir
  2. Já fui a um tempo atrás com meu pai doente para fazer consultas e ficamos hospedados na casa de apoio. Porque não temos condições financeiras de ficar em outro lugar...
    Infelizmente tudo que consta na matéria e real.
    Não tem transporte, Comida e pouca, a pessoa que cuida da casa aparece la raramente, tem uma pessoa que faz a comida que vai la, faz o almoço e vai embora a comida fica no fogão de um dia pro outro. Se os próprios hóspedes nao tiverem a iniciativa de guarda as coisas ficam la em cima de um dia pro outro.
    Sem conta que o óleo das frituras das comidas ficam em cima do balcão descobertos.
    E achamos muitas baratas e teias de aranha pela casa e tinha coco de rato em alguns cômodos, e sem contar a falta de ventiladores e o cheiro de mofo que tem nos quartos.
    meu pai idoso, doente e asmático saiu de pedreiras para se consultar para ver se tinha alguma melhora, mais infelizmente nos deparamos com essa situação, ele mal conseguia dormir por conta do mal cheiro do mofo no quarto

    ResponderExcluir
  3. Absurdo, mas isso acontece muito aqui em Teresina também, as prefeituras nao pagam em dias as casas de apoio e acaba ficando sem prestar um serviço de qualidade, infelizmente sempre ficam devendo mais de 2 a 3 meses e quem sofre é o povo que so e procurado na epoép da eleição......

    ResponderExcluir
  4. Um dia feliz! Todos felizes! O ingrato prefeito França,o polêmico Dr Alexandre Asaiante, a musa intelectual dominadora Katiane Leite,o secretário do povo Cacimbão e dona Cida. O que falta para melhorar? Com a palavra o prefeito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida é competente? Nuncaaaaa! É só mais uma mamando nas tetas da prefeitura.

      Excluir
  5. o prefeito "lizo" certo ou errado, preciza se explicar. Ouvi só um lado não hé salutar. Sobre a matéria, uzaram o blogueirim como testa de ferro, e o bixim o garoto ingêno não percebeu. Publicou um testo que não é dele e a pessoa que o escrveveu num assinou, rsrsrsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  6. quando se mistura politicagem com coisa séria é nisso que dá.

    ResponderExcluir