-->

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Supremo debate artigo da Lei eleitoral que restringe sátiras politicas....

Posted By: Nelsinho Paz - junho 13, 2018

Share

& Comment

Brasil: Supremo debate artigo da Lei Eleitoral que restringe sátiras políticas

Atores do “Zorra” fizeram paródia e interpretaram os prováveis presidenciáveis num esquete exibido em abril – Raquel Cunha / Divulgação/TV Globo
A paródia musical registrada na foto acima marcou a estreia da atual temporada do “Zorra”, em abril, na Globo. Em ano eleitoral, porém, piadas envolvendo a situação política do país correm o risco de ser proibidas três meses antes da votação. Nesta quarta, dia 13, em Brasília, o Supremo Tribunal Federal (STF) irá julgar definitivamente o mérito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4451, II e III, que suspendeu os dispositivos da Lei Eleitoral que restringem a liberdade de expressão e de imprensa durante o período eleitoral.
A ação, movida pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), resultou numa liminar, em vigor desde 2010, que suspendeu temporariamente o artigo 45 da Lei Eleitoral. Segundo ele, era “ vedado às emissoras de rádio e televisão, em sua programação normal e noticiário usar trucagem, montagem ou outro recurso de áudio ou vídeo que degrade ou ridicularize candidato, partido ou coligação”.
— Essa ação demorou muito para ser julgada. Agora, com a proximidade das eleições, voltou a ser discutida. Os ministros estão sensíveis a essa questão, e a tendência é que a liminar venha mesmo a se confirmar — diz Gustavo Binenbojm, advogado da Abert no caso e professor titular da faculdade de Direito da Uerj. — Esses dispositivos da lei criam uma censura no período eleitoral e enfraquecem o debate público.
O humorista Fábio Porchat esteve no Supremo na semana passada para discutir o risco de restrição à comédia – Roberto Moreyra
Na quinta-feira da semana passada, o advogado da Abert esteve em Brasília acompanhado dos humoristas e roteiristas Fábio Porchat, Bruno Mazzeo e Marcius Melhem, que assina a redação final dos roteiros do “Zorra”. O grupo esteve no Supremo num encontro com o ministro Alexandre de Moraes, atual relator da ação. Na pauta da conversa estava a liberdade de expressão do humor durante o período eleitoral.
— Fomos ao Supremo para conversar com o ministro, entender o que está acontecendo, e mostrar qual é a nossa visão sobre isso tudo — conta Porchat.
Um dos sócios do coletivo de humor Porta dos Fundos, o apresentador do “Programa do Porchat”, na Record, e do “Papo de segunda”, no GNT, organizou uma passeata no Rio, em 2010, às vésperas de a ação ser julgada.
— A ideia é que essa lei caia definitivamente. A liminar de 2010 nos permitiu seguir com as sátiras durante as eleições nestes últimos anos. A gente luta para que todos possam fazer piada sobre qualquer assunto — defende o humorista.
COMPARAÇÃO COM TRUMP
Porchat ironiza a situação dos políticos que não querem ser alvo de piadas:
— Por que eles não querem ser satirizados apenas durante as eleições? Que medo é esse que eles têm do humor? Nosso papel é justamente questionar e jogar luz em determinados assuntos. Isso é censura. Estamos falando sobre liberdade de expressão. É como se a culpa de todo esse descaso da política e de toda a corrupção fosse do humor. Algum outro político foi mais sacaneado do que Donald Trump? E mesmo assim ele foi eleito presidente dos Estados Unidos.
Fonte: oglobo.com.br

About Nelsinho Paz

Techism is an online Publication that complies Bizarre, Odd, Strange, Out of box facts about the stuff going around in the world which you may find hard to believe and understand. The Main Purpose of this site is to bring reality with a taste of entertainment

Copyright © 2017 Blog do Nelsinho™ Desenvolvido por @Pablo_oliveira_oficial (segue la).

Desenvolvido porPablo Oliveira. Built with Blogger Templates.