recent/hot-posts

Sete Deputados no Maranhão são vitimas de golpe do falso......

Sete deputados no Maranhão são vítimas de golpes do falso empréstimo por contas bancarias

Com mais dois registros ontem na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, subiu para sete o número de deputado vítimas de golpes nas suas contas do aplicativo WhatsApp. Com o aplicativo clonado, são espalhadas mensagens pedindo a amigos dos parlamentares, inclusive a vários colegas deputados, que façam transferências de valores que vão de R$ 5 mil a R$ 10 mil para contas de terceiros e argumentam que a conta do titular estaria com limite diário excedido. Uma espécie empréstimo com a devolução para o dia seguinte. 
Já foram vítimas os deputados Fábio Macedo, Rogério Cafeteira, Cleber Verde, Júnior Verde, Adriano Sarney, Vinícius Louro e Valéria Macedo.
Os dois últimos foram os deputados estaduais Vinícius Louro (PR) e Valéria Macedo (PDT) tiveram as contas clonadas na sexta-feira (01). Os parlamentares informaram, por meio de notas distribuídas à imprensa, que foram vítimas do golpe praticado por supostos criminosos virtuais.
A assessoria de imprensa de Valéria Macedo informou que a parlamentar está no interior do Maranhão, mas que já formalizou notícia-crime à Secretaria de Estado de Segurança Pública relatando a clonagem da sua conta de WhatsApp.
A deputada pede para que os seus contatos desconsiderem quaisquer mensagens originadas pelo número de WhatsApp clonado.
Na nota distribuída à imprensa, Vinícius Louro também comunicou o crime virtual por ele sofrido e pediu que sejam desconsideradas mensagens, ligações ou quaisquer solicitações com procedência dos seus números de WhatsApp.
ORIENTAÇÕES
A clonagem de WhatsApp virou um problema para a classe política em todo o país. Em março deste ano, o deputado federal Cléber Verde (PRB/MA) também foi vítima deste crime cibernético.
No golpe, os criminosos invadem contas do WhatsApp para subornar amigos e familiares das vítimas, solicitando transferências de recursos financeiros.
Apesar do crescimento do problema entre os políticos, todos os cidadãos estão expostos a esse mesmo risco e, eventualmente, podem ter seus perfis no app clonados. Com isso, o golpista tem acesso a todas as mensagens de sua vítima, em tempo real, mesmo utilizando outro chip e aparelho.
Como restaurar a conta de WhatsAPP após clonagem:
Primeiro, é preciso entrar em contato com a sua operadora e solicitar suspensão temporária da linha. O procedimento é semelhante no caso de roubo/ furto ou perda do aparelho. A linha deixará de funcionar em apenas alguns minutos.
Feito isso, vá até uma loja física autorizada de sua operadora e apresente os documentos originais do titular da linha. Depois, peça a transferência do número para um outro chip.
Realizando este procedimento, envie um email para support@whatsapp.com com a mensagem “Perdido/roubado: Por favor, desative minha conta”.
Ainda no email, informe o seu número de telefone no formato internacional (+55 9 xxx xxx xxxx).
A conta do WhatsApp será desativada por 30 dias e você só pode reativá-la dentro deste prazo, passado o tempo ela será excluída permanentemente.
Depois de ativar a linha novamente, reinstale o aplicativo e o configure normalmente. Informe o código de verificação de duas etapas e solicite o recebimento por SMS.
O celular com o WhatsApp clonado não receberá o código, pois a linha já terá sido desativada.
Por último, você só precisará habilitar a verificação de duas etapas e informar seu e-mail para confirmação.

Nenhum comentário: